Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Vem aí o 'Big Brother' que ajuda a emagrecer

por SIC - Blog, em 03.11.10

Vem aí o 'Big Brother' que ajuda a emagrecer

  Canal prepara versão de 'The Biggest Loser'. Gordos famosos criticam, médicos aplaudem.

A luta de Fernando Mendes e Margarida Martins com a balança já é velha. O apresentador da RTP tem tentado várias dietas, mas desleixa-se sempre, enquanto a responsável da Abraço está agora com menos peso, mas apenas graças a mais uma cirurgia. Nenhum dos dois se submeteria ao The Biggest Loser, programa que a SIC se prepara para produzir depois do sucesso que a versão norte-americana tem tido na SIC Mulher, com o título O Peso Certo.

O conceito é o do Big Brother, mas neste formato os concorrentes têm um objectivo: perder peso. Têm ginásio, dois personal trainers e acompanhamento médico. Semanalmente, vão todos à balança e aqueles que perderam menos percentagem de massa corporal correm o risco de ser eliminados. Um conceito que agrada aos especialistas que combatem a obesidade, mas que desagrada a alguns dos que lutam contra os quilos. "São pesados todas as semanas como se fossem gado", diz ao DN Margarida Martins.

A responsável da Abraço não se fica por aqui nas críticas ao formato, que nos Estados Unidos já vai na décima edição. "Têm de sofrer imenso e são muito achincalhados por serem gordos. Não acho graça nenhuma. É desesperante", resume Margarida Martins, que está com 90 quilos.

Mas já pesou 167 e se submeteu-se a duas cirurgias. Antes disso, garante, tentou de tudo. "Eu sei o que é ter muito peso e não conseguir emagrecer. O exercício não dá nada, chega-se a um ponto e já não se emagrece. O máximo que eu perdia eram cinco ou dez quilos e depois voltava tudo ao mesmo", lembra-se. Agora, feita a operação, precisa de fazer dieta e algum exercício.

Fernando Mendes não hesita na garantia. "Nunca iria para um programa de televisão para emagrecer", garante, logo depois de reparar que The Biggest Loser "é pesado de mais". O apresentador já tentou várias vezes perder peso mas, curiosamente, diz: "Se quiser, emagreço." Só que, lá está, nem sempre tem força para resistir aos petiscos. "Eles lá, nos Estados Unidos, têm os hambúrgueres. Nós cá temos a melhor comida do mundo. Não é muito fácil."

A prová-lo estão os seus 110 quilos, conseguidos já à conta da dieta. "Perdi uns três quilos num mês", comenta, questionando se será saudável a quantidade de massa corporal que os concorrente do The Biggest Loser perdem por semana.

Apesar disso, os especialistas em obesidade aplaudem a chegada deste reality show a Portugal. "Acho óptimo. Concordo inteiramente com aquele tipo de abordagem, que é muito individualizada, que faz um acompanhamento médico e com um personal trainer", diz ao DN Ana Rito, que integra o Conselho Científico da Plataforma Contra a Obesidade. A nutricionista entende ainda que o programa poderá sensibilizar todos os que sofrem de obesidade e levá-los a procurar ajuda profissional.

Em Portugal, segundo dados oficiais, 50% das pessoas em idade adulta têm excesso de peso e 15% são obesas. E a tendência é para aumentar. Por isso, para a especialista Ana Rito, "todas as formas de sensibilização são óptimas". E o programa fala de exercício físico e alimentação saudável, os pilares da luta contra a obesidade.

Fazer exercício deve ser tão banal como lavar os dentes, alerta o personal trainer Jorge Ortiz. E tal como não se deve ir ao dentista só quando se tem dores, também não se deve ir ao ginásio apenas em situação de desespero. "Isto não é um remédio, é um estilo de vida", afirma. Por isso, aplaude a chegada da versão portuguesa de The Biggest Loser. "É excepcional sobretudo porque o objectivo não é a estética, mas sim a qualidade de vida", sublinha ao nosso jornal.

Jorge Ortiz alerta, no entanto, para a pressão que é colocada sobre os concorrentes e para possíveis problemas de distúrbios alimentares. O que pelo menos uma concorrente da versão norte-americana já veio alegar. Daí que o personal trainer fale da importância do acompanhamento psicológi-co, até porque a quantidade de peso que os concorrentes perdem é exorbitante. "O ideal é que as pessoas percam cinco quilos por mês, mas isso é o que eles perdem numa semana", repara. Além disso, há que manter o moral dos participantes elevado "se não podem acabar por desistir".

Sem ir ao The Biggest Loser, o actor João Carvalho conseguiu perder peso. "Perdi 40 quilos. Tinha 120, e fiquei com 80", lembra o actor acerca da transformação que sofreu em 2007. Procurou ajuda médica, aprendeu a comer e passou a ir três vezes por semana ao ginásio. Entretanto recuperou cerca de 17 quilos, mas sente-se bem e, melhor que tudo, mantém os bons hábitos que aprendeu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32



Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930




Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D